sábado, 21 de março de 2009

O Bonde que Cruza o Céu

Tiro o chapéu
ao devaneio de onde você vem;

um bonde que cruza o céu:
o único meio que a gente tem
e todos os medos de perder as horas
não chegar cedo, deixar ir embora
o único caminho que a gente conhece

7 comentários:

Lírica disse...

"Um bonde chamado desejo".

Aron M. Aguiar disse...

bão hein negó

william galdino disse...

Fala Victor.
Um bonde cruzando o céu
um céu de cabeça pra baixo
Uma bem-vinda celebração do devaneio.

Rachel Souza disse...

Seria um teleférico?rs

Compulsão Diária disse...

Trilhos no céu do desejo seria óbvio demais. O bomde serviu como luva ao devaneio. Acho que ela vem nele

Leonardo Curcino disse...

que bonito cara. vc deve ter escrito isso alguns dias depois do dia que bebeu pregos. ou nao?

Toby disse...

This is gorgeous!