domingo, 9 de dezembro de 2007

Estaflor

Nota
.frota do julgo
.jorro do fruto
.fraco de fogo

a sempre coesa
.....mão natureza
em eterna sentença
prezando em proeza
....................retórica

o arbítrio
a forçar escolha

o poeta
a caminhar
sobre as folhas secas

4 comentários:

Anônimo disse...

Adorei "mão natureza" e folhas rimando com escolha. Vc é poeta demais! legal a idéia de arbítrio que vc passou. Parabéns.

Larica

Aron Matschulat disse...

...que delicioso..

Heyk Pimenta disse...

Bom, é isso.

BOm,é poema.

Bom poema,é...

E poema é.

Heyk Pimenta disse...

bom mesmo...
pô...

o poeta a caminhar sobre as folhas secas

pÔOOOOO!

pÔ!